18 maio, 2011

A fragil natureza humana: Capítulo 02.

Você pensa que Satanás parou por aí? Não. Ele apelou para a cobiça dos olhos.
Levando Jesus até um monte bem alto, mostrou-lhe o templo e todos os reinos do mundo, e propôs: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua gloria, porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu-
(Lucas 4.6,7). Um dia todos os reinos da terra se dobrarão a Jesus.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
O diabo sabe disso e sugeriu que o filho de Deus antecipasse isso se dobrando diante do Seu adversário. Mas Jesus novamente recusou-se: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás (verso 8 )Contudo, o diabo ainda não iria embora sem apelar para a soberba da vida.
Ele levou Jesus até o pináculo do templo e sugeriu que Cristo se lançasse-
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Dali pondo á prova o amor do Pai e a credibilidade de Sua Palavra. Assim, ao mesmo tempo, Jesus promoveria um espetáculo para todos verem que Ele era de fato o filho de Deus. Jesus vetou, dizendo: Não tentarás ao Senhor teu Deus.V.12.
O que é dito no versículo 13 de Lucas 4? E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele [de Jesus] por algum tempo. Em outras palavras, o diabo-
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Naquele momento deu-se por vencido, mas procuraria outra oportunidade para tentar novamente Jesus, a fim de levá-lo á queda. É claro que o inimigo, em todas as ocasiões, foi derrotado, não conseguindo vencer o filho de Deus. Mas infelismente, ele já derrotou outros que cederam ás tentações. Pelo exemplo de Jesus, entendemos que mesmo quem está na presença de Deus e tem a unção do Espírito não está totalmente livre de ser tentado pelo diabo.
Próximo capítulo: "Um libertador cativo!!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial